Abuso sexual

Detectar abusos sexuais com método científico ǀ O teste do polígrafo para confirmar denúncias de abusos sexuais

Polígrafo Abuso Sexual

Polígrafo abuso sexual. O abuso sexual é um crime que tem tido mais ressonância nos últimos anos em quase todas as suas diferentes vertentes. Especialmente o abuso sexual a menores de idade ou estupro a vulnerável tem não só causado a rejeição da sociedade mas também demonstrado ser uma prática muito mais comum de que se desejaria. Estes casos são difíceis de tratar e como muitas vezes sucedem dentro das mesmas famílias aumenta o grau de emoção na rejeição do crime.

No entanto esta realidade é ainda mais difícil de suportar quando a vítima do abuso é rotulada de mentirosa. Não só sofre o mau trato físico e emocional mas também a rejeição frente à sua denunciação.

Testes do polígrafo em casos de abuso sexual

Mesmo se parece inverosímil, esta área é com certeza, junto com recursos humanos, a área na qual se utiliza mais o polígrafo. Especialmente nos Estados Unidos, profissionais em psicofisiologia forense ajudam no seguimento do condenado de crime sexual, em liberdade condicional. Em Portugal, este tipo de programas não é ainda utilizado.

No entanto, em Portugal em casos de abuso sexual um teste do polígrafo é normalmente solicitado para comprovar uma denúncia.

Exemplos podem ser:

  • Testar a veracidade da denúncia da vítima (normalmente com maiores de idade)
  • Testar a culpabilidade de um denunciado
  • Provar a inocência de uma falsa acusação de abuso sexual

A insegurança é um sentimento difícil de aceitar numa situação destas. Os protectores dos menores desejam livrar-se de qualquer dúvida antes de se engajar em medidas mais apropriadas.

Em ocasiões, pessoas são falsamente acusadas de agressões, abusos, assédios sexuais e não têm como demonstrar a sua inocência já que é a palavra de outra pessoa contra a palavra de uma pessoa. Estas pessoas procuram muitas vezes uma forma de confirmar que são inocentes

Polígrafo Portugal pode ajudar a esclarecer estas dúvidas.